Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Notícias

14/12/2020

IBGE lança manual sobre qualidade de Bases Cartográficas

IBGE lança manual sobre qualidade de Bases Cartográficas



O IBGE apresenta o Manual de Serviço de Procedimentos de Inspeção de Qualidade de Bases Cartográficas Contínuas, a fim de nortear a realização das inspeções de qualidade dessas bases, estruturadas em formato vetorial. A ideia é permitir o controle de qualidade antes, durante e após a produção cartográfica, bem como facilitar o monitoramento e o alcance dos níveis de conformidade desejados pelo produtor e os usuários.

O arquivo em formato PDF do manual pode ser acessado aqui.

Em cerca de 180 páginas, a publicação aborda a execução das inspeções de qualidade de todos os elementos geoespaciais representados em diferentes bases cartográficas do Instituto, assim como suas formas de inspeção, elaboração de planos de amostragem (simples, dupla e múltipla), análise e entendimento dos níveis de conformidade adotados e elaboração de relatórios de cada inspeção de qualidade realizada.

Baseado na série de capacitações realizadas nas unidades regionais do IBGE, a publicação facilita, com abordagem prática, o entendimento e a aplicação dos conceitos e normas descritos no Manual Técnico de Geociências de Avaliação da Qualidade de Dados Geoespaciais.

As métricas podem ser utilizadas na inspeção de produtos geoespaciais finalizados ou em processo de produção. Desta forma, é possível obter parâmetros para definir previamente ações de atualização, adequação e correção do produto durante todo seu ciclo de vida e identificar melhorias de qualidade para futuros processos de produção cartográfica. O documento ressalta a necessidade da realização de iterações de inspeção de qualidade durante todo o processo produtivo, para manter os níveis de conformidade do produto sob controle.

Com as devidas adequações, o manual pode ser aplicado na avaliação da qualidade de qualquer produto geoespacial digital ou analógico, utilizando os softwares livres e comerciais citados ou outros que o leitor tenha disponível. Ao seguir normas internacionais, o manual também pode apoiar capacitações e treinamentos internos e externos, no meio acadêmico e na iniciativa privada, orientando novos técnicos e futuros profissionais da área de geociências.

Fonte: Comunicação Social IBGE

Voltar